O Clube

O Iate Clube de Caiobá teve suas origens na paixão pelo mar. As dificuldades existentes na década de sessenta para a prática de esportes náuticos, em especial a pesca, motivaram um grupo de amigos a unirem esforços no sentido de criar uma estrutura que facilitasse a guarda, a manutenção e o acesso à baía de Guaratuba.

Assim em, 31 de janeiro de 1961, foi confirmada em assembléia a fundação do ICC. Inicialmente, suas instalações ocupavam a área do atracadouro do ferry-boat que liga Caiobá a Guaratuba, e se limitavam a uma garagem com um escritório no andar superior. Iniciaram-se os trabalhos para o atracadouro dos barcos, quando a obra foi embargada pelo governo, tendo em vista que ali seria construído o atracadouro do ferry-boat. Em decorrência deste fato, adquiriu-se o terreno da Praia Mansa para construção da Sede Social.

Com o aumento do número de sócios, as instalações foram ampliadas e, em 1967, construiu-se um novo barracão com capacidade para 130 barcos de 22 pés. Associado a esse aumento, as dimensões dos barcos também cresciam.

Esse foi o principal motivo para a mudança da Sede do ICC para a área atualmente ocupada na Ponta do Morro, que foi adquirida em 1972. Em 29 de janeiro de 1979, a Sede da Praia Mansa foi reinaugurada por ter sofrido uma reforma e uma ampliação.

Em 1986, iniciou-se o processo de desapropriação pelo governo do Estado, da área inicialmente ocupada. Decorridos os trâmites legais, iniciou-se a construção da sede atual, inaugurada em 27 de janeiro de 1990. Aumentou-se o número de barracões e o ICC passava a abrigar um total de 367 embarcações, entre jet-skies e barcos de até 50 pés. A Sede Social da Ponta do Morro foi inaugurada em novembro de 1996.

Piscina com bar e deck são os atrativos da parte externa da Sede da Ponta do Morro. No térreo, além da sala de estar, há chuveiros, saunas e vestiários. No pavimento superior, varandas abertas e cobertas, estar com lareira e restaurante. Foi utilizado um sistema misto, com estrutura de concreto até o nível da cobertura, e madeira, também no sun-deck, para um menor custo de manutenção. Em termos globais, considerando o que já havia sido feito, quiosques e estacionamentos, buscou-se a racionalização dos espaços.

Em 18 de dezembro de 2005, foi inaugurado o Bar do Pirata Pescador, como mais uma alternativa de encontro para os associados.

As obras da Sede Social totalizam 2.800 m² com 25.000 m² de jardins e gramados, que receberam 1.300 mudas de árvores e palmeiras. Para o setor náutico, a área de barracões possui 5.850 m²; a área de pátios tem hoje 9.900m². Com o alargamento da piscina de barcos e o remanejamento das vagas de marinas, têm-se 170 vagas juntamente com 190 vagas em barracões e 66 vagas no pátio.

Fruto da necessidade de estabelecer-se como um ponto de apoio para os associados que se dirigiam para o sul, foi inaugurada, em 12 de novembro de 2005, a Sub-Sede de Ganchos, no município de Governador Celso Ramos em Santa Catarina. Seu trapiche tem capacidade para 20 embarcações, além de 15 bóias. Esta Sub-Sede conta também com 18 apartamentos e restaurante.